"Do tronco de Jessé sairá um rebento, e das suas raízes, um renovo" – Isaías 11.1 Obs: Comunidade localizada em São Paulo capital.

sábado, 4 de julho de 2020

Aliás, o novo testamento (Brit Hadasha) ketuvim Netzarin é uma obra da igreja católica?

sexta-feira, 3 de julho de 2020

Aliás, o novo testamento é uma obra da igreja católica? Vejamos!


Com certeza você já ouviu por parte dos críticos do Novo Testamento frases como: "O Novo Testamento é Romano!", ou "O Novo Testamento é uma invenção Católica!", ou "O Novo Testamento é uma fábula cristã para enganar as pessoas!" e outras tantas de natureza semelhante.

Pois bem, é importante perceber que a primeira vez na história da humanidade em que se discutiu a existência do Cristianismo enquanto religião divorciada do Judaísmo foi no século segundo quando os líderes gentios discutiram sobre a Teologia de Marcião de Sinope, autor da Teologia da Dicotomia, se esta era válida ou não. E somente no quarto século foi que formalmente o Cristianismo veio a existir de fato e de direito como a Religião Oficial de Roma.

Mas, e antes disso, há alguma menção ou prova documental de que o Novo Testamento, mais popularmente conhecido como Evangelho, já existia e era propriedade literária judaica?

Para a alegria de uns e desgraça de outros, sim, há. No Talmud da Babilônia há uma discussão rabínica sobre como se deve tratar os livros dos Evangelhos, considerados no Talmud como "obra dos hereges" e sendo obra distinta da obra dos idólatras, e é como segue:

תָּא שְׁמַע: הַגִּילְיוֹנִין וְסִפְרֵי מִינִין אֵין מַצִּילִין אוֹתָן מִפְּנֵי הַדְּלֵיקָה, אֶלָּא נִשְׂרָפִין בִּמְקוֹמָן הֵן וְאַזְכָּרוֹתֵיהֶן. מַאי לָאו, גִּלְיוֹנִין דְּסֵפֶר תּוֹרָה? לָא, גִּלְיוֹנִין דְּסִפְרֵי מִינִין. הַשְׁתָּא סִפְרֵי מִינִין גּוּפַיְיהוּ אֵין מַצִּילִין, גִּלְיוֹנִין מִבַּעְיָא? הָכִי קָאָמַר: וְסִפְרֵי מִינִין הֲרֵי הֵן כְּגִלְיוֹנִים.

Portanto, venha e ouça uma resolução diferente daquela que foi ensinada em outra Beraita: No que diz respeito aos fólios em branco e aos rolos de hereges da Torá, não se pode resgatá-los do fogo; ao contrário, eles queimam em seu lugar, eles e os nomes de Deus nele contidos. O que, isso não está se referindo aos fólios em branco de um pergaminho da Torá? A Gemara rejeita o seguinte: Não, está se referindo aos fólios em branco dos pergaminhos de hereges. A Gemara se surpreende com o seguinte: agora, no que diz respeito aos pergaminhos dos próprios hereges, não os resgatamos; é necessário dizer que não se resgata seus fólios em branco? Pelo contrário, é o que está dizendo: E os pergaminhos dos hereges são como fólios em branco.

גּוּפַהּ: הַגִּלְיוֹנִים וְסִפְרֵי מִינִין אֵין מַצִּילִין אוֹתָם מִפְּנֵי הַדְּלֵיקָה. רַבִּי יוֹסֵי אוֹמֵר: בַּחוֹל קוֹדֵר אֶת הָאַזְכָּרוֹת שֶׁבָּהֶן וְגוֹנְזָן, וְהַשְּׁאָר — שׂוֹרְפָן. אָמַר רַבִּי טַרְפוֹן: אֲקַפֵּחַ אֶת בָּנַי, שֶׁאִם יָבֹאוּ לְיָדִי שֶׁאֲנִי אֶשְׂרוֹף אוֹתָם וְאֶת הָאַזְכָּרוֹת שֶׁבָּהֶן. שֶׁאֲפִילּוּ אָדָם רוֹדֵף אַחֲרָיו לְהוֹרְגוֹ, וְנָחָשׁ רָץ לְהַכִּישׁוֹ, נִכְנָס לְבֵית עֲבוֹדָה זָרָה וְאֵין נִכְנָס לְבָתֵּיהֶן שֶׁל אֵלּוּ, שֶׁהַלָּלוּ מַכִּירִין וְכוֹפְרִין, וְהַלָּלוּ אֵין מַכִּירִין וְכוֹפְרִין. וַעֲלֵיהֶן הַכָּתוּב אוֹמֵר: ״אַחַר הַדֶּלֶת וְהַמְּזוּזָה שַׂמְתְּ זִכְרוֹנֵךְ״.

A propósito dos pergaminhos dos hereges, a Gemara analisa o assunto em si. No que diz respeito aos fólios em branco e aos pergaminhos dos hereges na Torá, não é possível resgatá-los do fogo. O Rabino Yossei diz: Durante a semana, alguém corta os nomes de Deus nela contidos, os enterra e queima o resto. O Rabino Tarfon disse sob a forma de juramento: Enterro meus filhos se não fizer o seguinte, que se esses livros entrarem em minha posse eu os queimarei e os nomes nele contidos. Como se uma pessoa o estivesse perseguindo com a intenção de matá-lo e uma cobra se apressando em mordê-lo, alguém entra em uma casa de idolatria e não entra nas casas desses hereges. A razão é que esses hereges estão cientes da grandeza do Criador manifestada na Torá e em suas Mitsivot, e, no entanto, negam a existência de Deus; enquanto esses idólatras não estão conscientes, e é por isso que negam a existência de Deus. E com relação aos hereges, o versículo diz: “E atrás da porta e do batente da porta você guarda sua memória” (Isaías 57: 8). Embora se lembrem da palavra de Deus, tratam-na com desprezo, como se a lançassem atrás da porta.

אָמַר רַבִּי יִשְׁמָעֵאל, קַל וָחוֹמֶר: וּמָה לַעֲשׂוֹת שָׁלוֹם בֵּין אִישׁ לְאִשְׁתּוֹ אָמְרָה תּוֹרָה: שְׁמִי שֶׁנִּכְתַּב בִּקְדוּשָּׁה יִמָּחֶה עַל הַמַּיִם, הַלָּלוּ שֶׁמְּטִילִין קִנְאָה וְאֵיבָה וְתַחֲרוּת בֵּין יִשְׂרָאֵל לַאֲבִיהֶן שֶׁבַּשָּׁמַיִם — עַל אַחַת כַּמָּה וְכַמָּה. וַעֲלֵיהֶם אָמַר דָּוִד: ״הֲלֹא מְשַׂנְאֶיךָ ה׳ אֶשְׂנָא וּבִתְקוֹמְמֶיךָ אֶתְקוֹטָט תַּכְלִית שִׂנְאָה שְׂנֵאתִים לְאוֹיְבִים הָיוּ לִי״. וּכְשֵׁם שֶׁאֵין מַצִּילִין אוֹתָן מִפְּנֵי הַדְּלֵיקָה, כָּךְ אֵין מַצִּילִין אוֹתָן לֹא מִן הַמַּפּוֹלֶת וְלֹא מִן הַמַּיִם וְלֹא מִדָּבָר הַמְאַבְּדָן.

O Rabino Yishmael disse: O fato de que os nomes de Deus nos pergaminhos dos hereges possam ser queimados pode ser derivado de uma inferência a fortiori: Assim como para fazer as pazes entre um marido e sua esposa, a Torá diz: Meu nome que foi escrito em santidade será apagado na água no âmbito da provação da sota; estes, os hereges, que impõem ciúmes, ódio e conflito entre o povo judeu e seu Pai Celestial, tanto mais que é apropriado apagar os nomes de Deus por causa deles. E com relação aos hereges, Davi disse: “Porque odeio aqueles que te odeiam, Deus, e luto contra os que se levantam contra Tu. Eu os odeio com o maior ódio, eles se tornaram inimigos para mim ”(Salmos 139: 21–22). E assim como eles, os pergaminhos dos hereges, não são resgatados do fogo, nem de um deslizamento de pedras, nem da água, nem de qualquer outro assunto que os destrua.

בָּעֵי מִינֵּיהּ יוֹסֵף בַּר חָנִין מֵרַבִּי אֲבָהוּ: הָנֵי סִפְרֵי דְבֵי אֲבִידָן, מַצִּילִין אוֹתָן מִפְּנֵי הַדְּלֵיקָה אוֹ אֵין מַצִּילִין? אִין וְלָאו וְרַפְיָא בִּידֵיהּ. רַב לָא אָזֵיל לְבֵי אֲבִידָן, וְכׇל שֶׁכֵּן לְבֵי נִצְרְפֵי. שְׁמוּאֵל לְבֵי נִצְרְפֵי לָא אָזֵיל, לְבֵי אֲבִידָן אָזֵיל. אֲמַרוּ לֵיהּ לְרָבָא: מַאי טַעְמָא לָא אָתֵית לְבֵי אֲבִידָן? אֲמַר לְהוּ: דִּיקְלָא פְּלָנְיָא אִיכָּא בְּאוֹרְחָא, וְקָשֵׁי לִי. נִיעְקְרֵיהּ. דּוּכְתֵּיהּ קָשֵׁי לִי. מָר בַּר יוֹסֵף אָמַר: אֲנָא מִינַּיְיהוּ אֲנָא, וְלָא מִסְתְּפֵינָא מִינַּיְיהוּ. זִימְנָא חֲדָא אֲזַל, בְּעוֹ לְסַכּוֹנֵיהּ. רַבִּי מֵאִיר הֲוָה קָרֵי לֵיהּ ״אָוֶון גִּלְיוֹן״. רַבִּי יוֹחָנָן הֲוָה קָרֵי לֵיהּ ״עֲווֹן גִּלְיוֹן״.

Yossef bar Chanin levantou um dilema perante o Rabino Abbahu: Com relação a esses livros da casa de Abidan, alguém os resgata do fogo ou não os resgata? Havia textos sagrados judaicos naquela casa, que eram usados em debates e discussões sobre questões de fé. O Rabino Abbahu não deu uma resposta clara, mas disse sim e não, e o assunto era incerto para ele. Rav não iria à casa de Abidan para conversar e, ainda mais, não iria à casa de Nitzrefei, o templo do fogo persa. Shmuel, ele não foi à casa de Nitzrefei, mas à casa de Abidan. Os estudiosos gentios disseram a Rava: Por que você não veio à casa de Abidan? Ele evitou a pergunta deles com uma desculpa e disse-lhes: Há uma certa palmeira na estrada, e isso dificulta o caminho para mim. Disseram-lhe: Vamos arrancá-lo. Ele lhes disse: No entanto, o poço resultante em seu lugar será difícil para mim. Mar bar Yossef disse: Eu sou um deles, somos amigos e não os temo. Ainda assim, uma vez ele foi e discutiu com eles e eles tentaram pôr em perigo sua vida. O rabino Meir chamaria os escritos cristãos, o Evangelion, o fólio perverso [Aven Gilyon]; O Rabino Yoḥanan chamou de fólio pecaminoso [Avon Gilyon].

אִימָּא שָׁלוֹם, דְּבֵיתְהוּ דְּרַבִּי אֱלִיעֶזֶר, אֲחָתֵיהּ דְּרַבָּן גַּמְלִיאֵל הֲוַאי. הֲוָה הָהוּא פִילוֹסְפָא בְּשִׁבָבוּתֵיהּ

A Gemara relata: Imma Shalom, esposa do abRino Eliezer, era irmã de Rabban Gamliel. Havia um filósofo cristão na vizinhança...

דַּהֲוָה שְׁקִיל שְׁמָא דְּלָא מְקַבֵּל שׁוּחְדָּא. בְּעוֹ לְאַחוֹכֵי בֵּיהּ. עַיַּילָא לֵיהּ שְׁרָגָא דְּדַהֲבָא, וַאֲזוּל לְקַמֵּיהּ. אֲמַרָה לֵיהּ: בָּעֵינָא דְּנִיפְלְגוּ לִי בְּנִכְסֵי דְּבֵי נָשַׁי. אֲמַר לְהוּ: פְּלוּגוּ. אֲמַר לֵיהּ, כְּתִיב לַן: בִּמְקוֹם בְּרָא, בְּרַתָּא לָא תֵּירוֹת. אֲמַר לֵיהּ: מִן יוֹמָא דִּגְלִיתוּן מֵאַרְעֲכוֹן, אִיתְנְטִילַת אוֹרָיְיתָא דְּמֹשֶׁה וְאִיתִיְהִיבַת עֲווֹן גִּלְיוֹן, וּכְתִיב בֵּיהּ: בְּרָא וּבְרַתָּא כַּחֲדָא יִרְתוּן.

...que disseminou sobre si a reputação de não aceitar subornos. Eles queriam zombar dele e revelar sua verdadeira natureza. Em particular, ela lhe deu uma lâmpada de ouro e ela e o irmão vieram antes dele, aproximando-se dele como se estivessem buscando julgamento. Ela disse ao filósofo: quero compartilhar da herança da herança de meu pai. Ele lhes disse: Divida. Rabban Gamliel disse-lhe: Está escrito em nossa Torá: Em uma situação em que há um filho, a filha não herda. O filósofo disse-lhe: Desde o dia em que você foi exilado de sua terra, a Torá de Moisés foi retirada e o Avon Gilyon foi dado em seu lugar. Está escrito no Avon Gilyon: Um filho e uma filha herdarão da mesma forma.

לְמָחָר הֲדַר עַיֵּיל לֵיהּ אִיהוּ חֲמָרָא לוּבָא. אֲמַר לְהוּ: שְׁפִילִית לְסֵיפֵיהּ דַּעֲווֹן גִּלְיוֹן, וּכְתִיב בֵּיהּ: אֲנָא לָא לְמִיפְחַת מִן אוֹרָיְיתָא דְּמֹשֶׁה אֲתֵיתִי [וְלָא] לְאוֹסֹפֵי עַל אוֹרָיְיתָא דְמֹשֶׁה אֲתֵיתִי, וּכְתִיב בֵּיהּ: בִּמְקוֹם בְּרָא — בְּרַתָּא לָא תֵּירוֹת. אֲמַרָה לֵיהּ: נְהוֹר נְהוֹרָיךְ כִּשְׁרָגָא. אֲמַר לֵיהּ רַבָּן גַּמְלִיאֵל: אֲתָא חַמְרָא וּבְטַשׁ לִשְׁרָגָא.

No dia seguinte, Rabban Gamliel trouxe ao filósofo um burro líbio. Posteriormente, Rabban Gamliel e sua irmã foram perante o filósofo para um julgamento. Ele lhes disse: Eu procedi e li até o final do Avon Gilayon, e está escrito: Eu, Avon Gilayon, não vim para subtrair a Torá de Moisés, e não vim para adicionar à Torá de Moisés. E está escrito lá: Em uma situação em que há um filho, a filha não herda. Ela lhe disse: Que sua luz brilhe como uma lâmpada, aludindo à lâmpada que ela lhe dera. Rabban Gamliel disse-lhe: O burro veio e chutou a lâmpada, revelando assim o episódio inteiro.

- Talmud da Babilônia, Tratado Shabat 116A e B -

Desta passagem do Talmud podemos perceber que:

1 - O termo "Herege" é aqui a tradução de "Min" que se refere a todos os movimentos judaicos distintos dos Fariseus (dos quais os rabinos do Talmud herdaram o seu Judaísmo), logo as leis aqui discutidas refere-se aos escritos dos Saduceus, Zelotes, Essênios, Nazarenos, Sicários e assim por diante. E fica claro que, para os rabinos do Talmud os Notzerim (nazarenos) constituíam o grupo judaico contrário aos Fariseus mais relevante e digno de serem combatidos por eles mais do que todos os outros movimentos.

2 - Que o Evangelho não é tratado como uma literatura idólatra, mas antes é tratado como uma literatura herética, o que obviamente não é a mesma coisa já que o Talmud afirma em relação à isso:"alguém entra em uma casa de idolatria e não entra nas casas desses hereges" indicando que os hereges são judeus contrários aos Fariseus.

3 - Há uma Tradição que afirma que no fim de seus dias o Rabi Gamliel, o Rabino de Paulo, largou o movimento dos Fariseus e entrou para o movimento dos Nazarenos secretamente. Esta passagem dá margem para se sustentar esta Tradição, já que é justamente o Rabban Gamliel a ler o Evangelho até o final e discutir uma Halakhá contida lá com um judeu-nazareno (chamado de "filósofo cristão").

4 - Este tratado endossa as palavras de Paulo, quando disse: "Mas digo: Porventura Israel não o soube? Primeiramente diz Moisés:Eu vos porei em ciúmes com aqueles que não são povo,Com gente insensata vos provocarei à ira" (Romanos 10:19).

5 - E por fim, a passagem afirmada pelo Rabban Gamliel para o Nazareno do Evangelho foi essa: "Não cuideis que vim destruir a Lei ou os profetas: não vim abrogar, mas cumprir" (Mateus 5:17). Foi justamente por ter lido todo o Novo Testamento que o Rabban Gamliel disse por fim: "E agora digo-vos: Dai de mão a estes homens, e deixai-os, porque, se este conselho ou esta obra é de homens, se desfará, mas, se é de Deus, não podereis desfazê-la; para que não aconteça serdes também achados combatendo contra Deus" (Atos 5:38-39).

6 - Mas, acima de tudo, esta intrigante passagem do Talmud vem nos ensinar que o Novo Testamento é sem dúvida nenhuma uma literatura judaica, produzida por judeus e lida do começo ao fim pelo Rabi Gamaliel, o Rabino de Paulo.

sábado, 27 de junho de 2020

Estudo (Shiur) do sefer (livro) de Yochanan (João) Cap 13,14,15