Rate This

A Igreja Católica Romana possui similaridades interessantíssimas com a Igreja Universal do Reino de Deus, senão vejamos: Ambas fundamentam suas doutrinas e comportamentos em pelo menos três pilares, as Escrituras Sagradas, a tradição e autoridade apostólica papal. Na verdade, tanto católicos como a IURD não consideram na prática (ainda que IURDIANOS afirmem o contrário) a Bíblia como única e exclusiva regra de fé. Isto porque, para ambos os movimentos, a tradição bem como a experiência adquirida com o sagrado, possuem um enorme peso na consolidação de suas doutrinas. Junta-se a isso, o fato de que as duas correntes possuem em suas estruturas eclesiásticas lideres papais, cuja autoridade apostólica é inquestionável. Além disso, ambos mercantilizam a fé, comercializando as benesses divinas, oferecendo aos fiéis objetos sagrados que possuem em si poder suficiente para operar milagres. Quanto à práxis litúrgica o neopentecostalismo IURDIANO faze-nos por um momento pensar que regressamos aos tenebrosos dias da idade média. Se não bastasse isso, tanto o Catolicismo romano como o neopentecostalismo da IURD entendem que as bênçãos de Deus não são frutos da graça de Deus, mais sim, de uma relação baseada na troca ou no toma-lá-dá-cá.

Para entender melhor veja o quadro abaixo: