"Do tronco de Jessé sairá um rebento, e das suas raízes, um renovo" – Isaías 11.1 Obs: Comunidade localizada em São Paulo capital.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

[10 Acusações] Aprofundando (1)

1ª acusação: Uma negação prática da suficiência das Escrituras

Resumo
extraído da pregação
“E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra” (2 Tm 3:15-17).
Quando se crê que a Bíblia é inspirada apenas metade da batalha foi ganha. Porque a questão não é meramente se a Bíblia é inspirada. A grande pergunta que segue e que deve ser respondida é: a Bíblia é suficiente ou será que temos que trazer todos os chamados estudos das ciências sociais e culturais, a fim de saber como funciona uma igreja? Essa é uma questão importante.
Ciências sociais, em minha opinião, têm tomado precedência sobre a Palavra de Deus de tal forma que a maioria de nós nem consegue sequer perceber. Elas penetraram de tal forma em nossa igreja, em nosso evangelismo e em nossa missiologia que você dificilmente pode chamar o que estamos fazendo de cristão. Psicologia, antropologia e sociologia se tornaram influencias primárias na igreja.
Mas não deve ser assim. Todas as atividades em nossa Igreja devem estar fundamentadas na Palavra de Deus, fluindo de teólogos e exegetas, de homens que abrem a suas Bíblias e tem apenas uma pergunta: “Qual é a Tua vontade, oh Deus?”
Análise
Você já não ficou chocado em pensar como alguns personagens do passado não conseguiram enxergar um erro tão grotesco que cometeram. Ou algo que antes era normal e agora é escandaloso, ou mais comum, era escandaloso e agora é normal. Querendo ou não, somos influenciados pela cultura em que vivemos de formas impercebíveis. Então, o convido a fazer um exame: pegue uma área de sua vida pessoal ou coletiva como igreja e pergunte-se:
1) Onde a Bíblia orienta a fazer isso?
2) Onde a Bíblia orienta que esta é a forma correta de fazer isso?
Como exemplo, iremos usar a segunda acusação. Então, continue lendo.
Mais
Temos um vasto material sobre a suficiência das Escrituras na série Reformanda. Veja também porque o estudo de teologia e doutrina é importante.

2ª acusação: Um desconhecimento de Deus

extraído da pregação
Muitos de vocês, talvez pensem: “Oh, falar sobre os atributos de Deus e teologia, é tudo coisas altas, de torres de marfim, que não tem aplicação prática”. Ouça a você mesmo, dizendo que o conhecimento de Deus não tem aplicação prática. Você sabe por que todas as suas livrarias cristãs estão preenchidas com livros de auto-ajuda e “cinco maneiras de fazer isso” e “seis maneiras de ser piedoso” e “10 maneiras para não cair”? Porque as pessoas não conhecem a Deus. E por isso elas precisam de toda sorte de pequenos dispositivos triviais da carne para mantê-los andando como ovelhas devem andar. [...]
Para conhecê-Lo, tudo é sobre isto. Essa é a vida eterna. E a vida eterna não começa quando você passa através dos portais da glória. A vida eterna começa com a conversão. A vida eterna consiste em conhecê-Lo. Você sinceramente acha que você vai estar emocionado em se balançar em portões de pérolas e caminhar em ruas de ouro por toda uma eternidade? A razão por que você não vai perder a cabeça na eternidade, é isso: Há Um ali que é infinito em glória e você irá passar uma eternidade de eternidades buscando-O e você nunca vai ter seus braços sequer nos pés de montanha dEle.
Comece agora. Tantas coisas diferentes que vocês querem saber e fazer, e todos os livros. Pegue um livro sobre Deus, uma Bíblia, e estude-a para conhecê-Lo, para conhecê-Lo.
Análise
Você diz: “Mas eu amo a Deus desde que eu era pequeno.” Não, você amou uma imagem de Deus que você criou com sua própria mente e você amou aquilo que criou, mas se alguém viesse a você e lhe apontasse o Deus da Palavra, você diria: “Eu nunca poderia amar um Deus como esse.” Por tantas vezes eu vou às pessoas e elas me dizem: “Eu tenho amado a Deus toda a minha vida.” E eu digo: “Posso me sentar com você por meia hora e só explicar pela Palavra algumas crenças históricas e cristãs sobre Deus?”. Depois de meia hora, um bom membro de igreja diria: “Este não é o meu Deus.” e eu tenho que dizer: “Claro que não é, mas é o Deus das Escrituras.”
Juntando as duas acusações, perguntamos: seu conhecimento sobre Deus está baseado nas Escrituras ou na cultura em que você vive?
Um claro exemplo é a famosa expressão “Deus odeia o pecado e ama o pecador”. Você consegue provar isso pelas Escrituras? Já observou o que o Salmo 5:5 afirma: “odeias a todos os que praticam a maldade“?
Para saber mais sobre isso veja a resposta do Tim Conway e do Paul Washer (vídeos). Provavelmente, outras perguntas surgiram, como”mas se Deus odeia o pecador, ele não ama o pecador?” e “Deus não é amor?”. Encorajamos você a ir às Escrituras em busca de resposta. Conheça a Deus através da suficiência das Escrituras.
Mais
Temos uma seção inteira dedicada aos Atributos de Deus. Como destaque recomendamos o livro do Washer que traduzimos “O Único Deus Verdadeiro”, disponível gratuitamente (e somente) online.
Veja também estes vídeos do Washer: A Ira de Deus e O Amor Incondicional de Cristo.

Um comentário:

Jurema de Souza Martins disse...

Concordo com você quando diz que as Ciências Sociais não devem ser primazia para orientar a igreja. A bíblia foi deixada para servir de direção para a igreja. Saliento porém que ter conhecimento de sociologia, psicologia e antropologia auxilia muito e impede que erros gravíssimos sejam cometidos. Vou exemplificar. Todo pastor ou quem trabalha na área de aconselhamento, deveria ter noções de psicologia. Nem todos os problemas que sobrecarregam o ser humano é demônio. Nem todas a enfermidades podem ser caracterizadas por possessão maligna. A igreja evangélica comete ainda infelizmente muitos erros nessa área prejudicando a vida das pessoas. Se um médico der um diagnóstico errado o Conselho de Medicina pode ser acionado. Se um pastor espiritualizar algo que não é espiritual e prejudicar a vida de uma pessoa, nada acontece. A sociologia e a antropologia ampliam a nossa vida. Essas ciências não são essenciais, mas toda pessoa que estuda a bíblia vai encontrá-las nas Escrituras. A bíblia deve ser primazia e essas ciências secundárias.
Jurema de Souza Martins
http://preletorajurema.blogspot.com