"Do tronco de Jessé sairá um rebento, e das suas raízes, um renovo" – Isaías 11.1 Obs: Comunidade localizada em São Paulo capital.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

EMBRIAGADOS DA FÉ! EMBRIAGADOS DA FÉ! EMBRIAGADOS DA FÉ! VEJA!

EMBRIAGADOS DA FÉ: ELES SÓ QUEREM BÊNÇÃOS, FESTA E MAIS BEBIDA POSTADO POR THIAGO IBRAHIM

Gostei muito desta matéria,postada no BLOG DO IBRAHIM,por Antogni Misael...vale a pena,conferir..


Século XXI. Teleguiados de unções no ciberespaço. Profecias bombásticas em canais de televisão. Jesus está voltando! “Ops! Tenha Calma. Estou comprando um Apartamento na zona da benção, estou financiando meu Kia Cerato, além disso, meu investimento no ministério do Pastor Moris Cerullo ainda deve gerar um lucro de 500% - acha que Cristo virá antes de cumprir seu propó$ito em minha vida?”
De uns tempos pra cá uma chuva de “álcool herético” tem embriagado muita gente. Pessoas tem bebido de um tipo de absinto composto de uma mistifório de teologia da prosperidade, “pietismo moderno”, neopentecostalismo e extravagância anti-lucidez. A bebida é forte! Embriaga, derruba, leva a lama! Faz com que o cara perca as estribeiras.

Não há mais centralidade, direção, certezas, conceitos, doutrina. Mas há um estado de busca incessante por um reino construído por tijolos farisaicos. Um reino onde se busca “o aqui e o agora”, onde os milagres devem acontecer segundo a intensidade de adoração, onde as riquezas valem mais do que a livrança do inferno, onde o conceito de graça tem sido adulterado por uma tal de “confissão positiva”, onde a adoração retrocedeu ao lugar geográfico, onde a centralidade de Cristo anda dividida entre os supostos “Homens de Deus” (redutos de poder), onde os templos gigantes, recalcados por luxo significam a aprovação divina por tal ministério, onde a Verdade tem se diluído em numa bebida contaminada por mentiras de promessas e milagres.

Os embriagados odeiam a leitura bíblica. Preferem pular e cantar, decretar vitórias; ouvir testemunhos e contar as experiências pessoais que tiveram (com Deus??). Os de sintomas mais agudos ainda insistem em proclamar que “o Brasil será (é) do Senhor Jesus” e vivem num êxtase gospel causado pela felicidade de seus ídolos estarem diariamente na Globo cantando louvores a Jesus: - “Estamos crescendo numericamente! Estamos ganhando os meios de comunicação para o Senhor Jesus! Aleluia, Deus é Fiel!”
Seus repertórios estão sempre atualizados, de “Restitui a Ressucita-me”, cantam sem saber o que estão dizendo, relativizam a verdade, além de terem um ecletismo assombroso quando conseguem ouvir os Sermões divergentes (Hernandes Dias Lopez versus Valdemiro, por exemplo) e ver naturalidade em seus pensamentos na desculpa de que ambos falam de Deus. A bebida fecha as pálpebras para a Verdade. Isso é grave!

Os embriagados querem mais absinto. Querem materializar o próprio Deus. Eles querem ter experiências profundas, mas esquecem da simplicidade devocional, super-enfatizam os dons, as curas, mas titubeiam na compaixão, piedade, e amor ao próximo. Querem ver a Deus e esquecem de ser imagem Dele; querem abraçá-Lo, beijá-Lo...Querem ser carregados no colo, querem sentir as mãos de Deus, querem chamá-lo de paizinho e acaricia-Lhe o rosto dizendo: Jesus como tu és lindo! Querem extravasar em suas adorações! Querem se desesperar por Ele, querem perder o sono por Ele! (Obs: tais expressões de anseio foram retiradas de várias canções atuais)

Os embriagados detestam a defesa da fé. Acham uma perca de tempo conhecer os atributos e Deus e seus desígnios. Atropelam as recomendações no uso de dons (profecias e línguas), ignoram a reprovação do amor as riquezas, da idolatria, a admoestação da ordem no culto, da adoração como estilo de vida e insistem em continuar bebendo, bebendo...
Se você anda ingerindo tal absinto, ou algum dia o fez, tem a orpotunidade de sair desse estado de dependência. Conheça a Graça de Deus! Liberte-se de julgo da mentira! Liberte-se dos falsos pastores, da falsa doutrina. Seja um sóbrio na fé e na adoração!
Beba da Água da Vida! Jesus!!


***
Não sou contra o uso moderado de bebida. Até degusto um bom de vinho, mas tenho medo desse absinto gospel.

Nenhum comentário: