"Do tronco de Jessé sairá um rebento, e das suas raízes, um renovo" – Isaías 11.1 Obs: Comunidade localizada em São Paulo capital.

terça-feira, 31 de julho de 2012

A ‘bênção’ evangélica que vai fazendo a Globo impulsionar a causa gay


A ‘bênção’ evangélica que vai fazendo a Globo impulsionar a causa gay

Se a Globo conseguir passar à sociedade que os ‘evangélicos gays’ são discriminados pela igreja, grande avanço obterá em sua estratégia, colocando, assim, a igreja evangélica em uma posição de isolamento e desconforto.

O apresentador Jô Soares entrevistou o pastor gay Alexandre Zambom, criador do grupo religioso que se autodenomina “Igreja Inclusiva do Brasil”, voltada para aqueles que optaram ser gay. À época do lançamento, Zambom tentou vincular sua imagem à ‘pastora lésbica’ Lanna Holder, dizendo que sua denominação seria uma filial da igreja inclusiva Cidade de Refúgio, fundada por ela, conforme notícia publicada neste Portal.

Diante de mais este ato acintoso à comunidade evangélica, decidi escrever algo.

Como é de conhecimento de muita gente, a Globo sempre tentou emplacar a filosofia homossexualista à sociedade brasileira. Prova disto, são seus programas de entretenimento, recheados de mensagens de apologia ao homossexualismo.

A Globo também sempre soube que uma das grandes resistências à sua empreitada seriam os grupos religiosos brasileiros, em particular os cristãos.

Como a cúpula da Igreja Católica tem mantido certo silêncio em relação ao tema agenda gay,inclusive com a promessa recente do Arcebispo de Maringá (PR) a ativistas gays que levaria à CNBB a proposta da criação, no município, da Pastoral da Diversidade Sexual, além da omissão daquela Confederação de Bispos diante da afronta aos símbolos católicos na parada gay de São Paulo, em 2011, fica agora, as manifestações de repúdio ao avanço do ideais do ativismo gay, quase centralizadas a algumas lideranças e grupos evangélicos.

De olho no crescimento evangélico, e sabendo que poderia lograr êxito mercadológico com isto, a Globo – que sempre foi vista como a inimiga número um dos evangélicos por suas sórdidas atitudes em relação a este segmento religioso – começou a iniciar o movimento de aproximação, e com bastante pirotecnia, oferecendo, para delírio de muitos, o Festival Promessas, em 2011, como jáexpliquei aqui, em detalhes, além de ampla cobertura das Marchas Para Jesus.

A incumbência de des-satanizar a Globo à comunidade evangélica teve a participação de alguns atores importantes, dentre os quais se destacam o pastor Silas Malafaia, alguns cantores gospel e o deputado federal Arolde de Oliveira (PSD), dono da Rádio 93, FM evangélica do Rio, que foi a rádio oficial do evento (conforme pode-se ver no print abaixo)
.

Nenhum comentário: