"Do tronco de Jessé sairá um rebento, e das suas raízes, um renovo" – Isaías 11.1 Obs: Comunidade localizada em São Paulo capital.

domingo, 28 de abril de 2019

SE O POVO JUDEU ERA JUSTO E GUARDAVA A TORAH, ENTÃO QUAL FOI O MOTIVO DE TEREM SOFRIDO TANTO NOS ÚLTIMOS DOIS MIL ANOS?


Por Luiz Felippe Santos Cavalcanti
O propósito deste texto, é mostrar, analisando as tradições judaicas, quais foram os principais motivos que trouxeram tantos sofrimentos ao povo judeu, e por que se abateram especificamente sobre este povo? Assim sendo, analisaremos quais eram as expectativas de libertação do povo judeu, e quando elas viriam, e o que aconteceria caso o povo judeu não as reconhecesse como vindas da parte do Eterno.
A ESPECTATIVA MESSIÂNICA, QUANDO DEVERIA COMEÇAR A ERA MESSIÂNICA SEGUNDO A TRADIÇÃO JUDAICA?
Sem dúvida, os rabinos ao longo dos séculos tinham em mente que a grande libertação de Israel viria através do Mashiach, então, o que a tradição judaica diz sobre o Messias e quando deveria começar essa grande era Messiânica inaugurada por ele?
Como diz o tratado de Sanhedrin 97a:
"Convém que o mundo existia por seis mil anos. Nos primeiros dois mil houve desolação; mais dois mil anos, a Torá floresceu e os próximos dois mil anos é a era messiânica,"
Ou seja, mesmo sem compreender plenamente e sem enxergar Yeshua, eles apontam que a vinda do Mashiach já deveria ter acontecido há precisos 2.000 anos atrás!! Exatamente quando o Mashiach Yeshua veio!
O Mashiach ben Yosef também é às vezes chamado de Mashiach ben Ephraim (Bavli Sukah 52b). Segundo eles, o Mashiach ben Yosef deveria vir em primeiro lugar, antes do advento do Mashiach ben David, para preparar o mundo para a vinda do reino do Senhor (e segundo os rabinos, todas as datas apontadas para sua vinda já passaram. Estes especialistas dizem que essa data seria cerca de uma geração antes da destruição do Templo, segundo a profecia de Daniel 9. Pelos cálculos dos rabinos, a primeira vinda está muito atrasada, conforme descrito primeiro pelo profeta Daniel 9:25-27; de acordo com Daniel Suas primeira aparição virá a ser realizada antes do Beit (Templo) ser destruído! O que colocaria Yeshua exatamente na data correta!! Veja o que os rabinos dizem sobre isso:
Rabi Moisés Abraham Levi declarou: "Examinei as Sagradas Escrituras e não encontrei o tempo para a vinda do Messias, claramente fixado, exceto nas palavras de Gabriel para o profeta Daniel, que estão escritas no NONO CAPÍTULO da profecia de Daniel ". (ou seja, o Messias deveria vir ANTES DA DESTRIÇÃO DO TEMPLO no ano 70!)
O rabino Azaria declara nas palavras de Daniel: "Selar a visão e a profecia, e trazer o Messias a nossa justiça".
"Todos os tempos designados para a Redenção já passaram" (Sanhedrin 97b). Rav Shila diz:
"...Tudo que precisamos é fazer teshuvá (arrependimento) para quando Mashiach vier, pois todas as datas predestinadas para a redenção já passaram". (Sanhedrin 97b).
Finalmente, nas palavras de Jonathan ben Uzziel sobre o capítulo nove da profecia de Daniel: "Que a" visão e profecia "possa ser cumprida até o Messias, o Santo dos Santos".
Isso novamente fortalece o caso para a messianidade de Yeshua, pois Ele é a única pessoa que afirmou tanto ser o Messias que sofria quanto que morreu e que apareceu antes do ano 70 dC.
De fato, o rabino Nehumias, que viveu 50 anos antes de Yeshua, é citado como dizendo que o tempo dado por Daniel para a aparição do Messias não poderia ultrapassar cinquenta anos! (Ibid.) (ou seja, se ele viveu 50 anos antes de Yeshua e se disse que o Messias viria 50 anos depois disso, assim ele acabou profetizando EXATAAMENTE o ano em que o Messias Yeshua veio!!)
Outro fato surpreendente é que o Talmud admite que quarenta anos antes da destruição do Templo (ou seja no ano 30, o ano em que o Messias Yeshua foi morto), Deus se recusou a aceitar os sacrifícios do grande sacerdócio no Templo, veja:
"Nossos rabinos ensinaram que ao longo dos quarenta anos que Shim'on Tzaddik serviu ... o pano escarlate tornaria branco. A partir daí, às vezes se tornava branco e às vezes não ... Nos últimos quarenta anos, antes que o Templo fosse destruído ... o pano escarlate nunca mais ficou branco ". (Yoma 39a-39b) (ou seja, após a morte de Yeshua, a remissão dos pecados no Templo em Yom Kippur não foram mais aceitas e nem perdoadas pelo Eterno!!)
É então uma mera coincidência que aproximadamente quarenta anos antes da destruição do Templo, Yeshua, o Messias, se ofereceu como o sacrifício final e perfeito, anulando todos os outros sacrifícios oferecidos pelo Cohen ha-gadol (o sumo sacerdote)? O Talmud alude à razão pela qual Deus permitiu que o Templo fosse destruído:
"Por que o Segundo Santuário foi destruído, vendo que em seu tempo eles se ocuparam de estudar a Torá, obedecendo mitzvot e praticando a caridade? Porque naquilo prevaleceu o ódio sem causa". (Yoma 9b)
Isso faz eco às próprias palavras de Yeshua, como registradas no Evangelho de João:
"Mas agora eles (o conselho governante judaico) viram esses milagres e, no entanto, eles odiaram tanto eu quanto meu Pai. Mas isso é para cumprir o que está escrito em sua Lei: "Eles me odiaram sem razão ". João 15: 24b -25
Assim, a evidência dos comentários rabínicos aponta para a mesma conclusão inescapável. Ou seja, que Yeshua de Nazaré é o Messias judeu profetizado!!
COMO DEVERIA VIR O MESSIAS, SEGUNDO OS COMENTARISTAS JUDEUS?
O PROCESSO DA GUEULÁ (REDENÇÃO) - por Rabbi Menachem M. Brod (Os Dias de Mashiach, págs. 73, 74) "Algumas fontes sugerem que a Redenção virá como uma revelação súbita, poderosa, que mudará a realidade. Sobre isso, o Maguid Mesharim ("Tzav") comenta: "Ao contrário da chegada iminente de um ser mortal, que é tradicionalmente anunciado com dez dias de antecedência, depois cinco dias de antecedência, e assim por diante, a Redenção chegará no piscar de um olho. Outras fontes, no entanto, descrevem a Gueulá como um processo lento e demorado, acompanhado por dúvida e incerteza. Da mesma forma, uma fonte declara que o Terceiro Templo descerá do Céu completo e perfeito, e não que Mashiach o construirá. A maior parte dessas contradições pode ser resolvida com o princípio de "Se eles forem dignos, 'Eu a apressarei' [Yeshyáhu 60:22]; caso contrário, 'a seu tempo' [ibid],.... Se eles forem dignos, [Mashiach virá] 'com as nuvens do céu' (Daniel 7:13); caso contrário, [o Mashiach virá] 'inferior E MONTADO NUM JUMENTO' [Zechariah 9:9]" (Sanhedrin 98a).
Ou seja, Mashiach pode chegar de duas maneiras: Se formos dignos, não somente Ele virá logo, como a gueulá será súbita e sobrenatural, repleta com um Bet Hamicdash descendo do céu. Se FORMOS INDIGNOS, a Redenção virá a seu tempo...
Quanto às dúvidas que acompanharão a revelação de Mashiach, veja Pesikta Rabbati, final da sec. 35, que relaciona a palavra hebraica para "mendigo" (ani) ao verbo que significa "perseguido" (nis'anah): "Porque Ele é chamado de mendigo, [como no versículo que descreve a vinda de de Mashiach 'como um mendigo inferior (ani) montado num jumento']? (Zechariah 9:9) - Porque Ele terá sido perseguido (nis'anah) todos esses anos na prisão, e os pecadores de Israel terão zombado dele, porque Ele cavalga um jumento."
Da mesma forma, no decorrer de sua explicação sobre a passagem começando com "Veja, Meu servo prosperará; Ele será exaltado, louvado e muito elevado" (Yeshyahu 52:13), Ramban (Maimônides) assim comenta o versículo: "ELE FOI OPRIMIDO, MAS HUMILHOU-SE..." (ibid. 53:7). "POIS QUANDO ELE A PRINCÍPIO CHEGAR COMO UM MENDIGO INFERIOR CAVALGANDO UM JUMENTO, OS FEITORES E OFICIAIS DE TODA CIDADE DESCERÃO SOBRE ELE, O PERSEGUIRÃO COM INSULTOS E ABUSOS; ELES ABUSARÃO DELE E DO D'US EM CUJO NOME ELE VEM." Na verdade, Ramban conclui, Mashiach "pensará consigo mesmo: ' Mesmo se eles me matarem eu cumprirei a missão do meu Criador, pois sou obrigado a fazê-lo" (Kitvei HaRamban, vol.1, pág. 324). "
O QUE ACONTECERIA AO POVO JUDEU SE ELES FALHASSEM EM RECONHECER O MESSIAS?
Para se entender o porque do Eterno ter permitido que grandes calamidades, como o holocausto tenha se abatido sobre o povo judeu, devemos ouvir o que a própria tradição judaica tem a dizer sobre o que aconteceria com o povo judeu caso eles falhassem em reconhecer o Messias que veio para resgatá-los... assim, os judeus que não reconheceram seu messias não ficaram impunes e nem inocentes, veja o que a própria tradição judaica diz sobre isso:
"Mashiach ben Yosef seria morto durante a guerra contra O MAL, conforme descrito na profecia de Zacarias, na fala do Eterno que diz desta tragédia que "olharão para Mim por causa daquele a quem eles transpassaram e eles se lamentarão ele como quem chora por um filho único" (Zc. 12:10, Bavli Sucá 52a). Pela tradição judaica, sua morte seria seguida por um período de grandes calamidades e tribulações por Israel. O que vemos que de fato se cumpriu em toda a História nestes últimos 2.000 anos."
"Fascinantemente, Rabi Saadia Gaon (entre outros sábios) disse que o povo judeu poderia ser resgatado imediatamente se eles simplesmente se arrependessem - mesmo antes do aparecimento do Mashiach ben David. Mas se eles não se arrependerem, chevlei Mashiach (Grande Tribulação) virá sobre eles: "O Santo, bendito seja, criará um líder entre eles, cujos decretos deve ser tão cruéis quanto os de Haman, causando Israel a arrepender-se, e trazendo-os assim de volta ao caminho certo" (Sanhedrin 97b)."
O POVO JUDEU TERÁ OUTRA CHANCE DE RECONHECER O VERDADEIRO MESSIAS?
SIM!! Eles terão outra chance de entender porque tamanho mal sobreveio sobre eles, porém para isso a profecia de Zacarias 12:10 irá se cumprir à risca, veja:
O Talmud Babilônico comenta sobre essa passagem nas duas citações que se seguem:
"E a terra se lamentará, cada família à parte: a família da casa de Davi à parte, e suas mulheres à parte [Zc 12:12.] .... Qual é a causa do luto? Rav. Dosa e os rabinos diferem neste ponto. Um explicou: A CAUSA É O ASSASSINATO DO MESSIAS BEN YOSSEF, e o outro explicou: A causa é o assassinato do inclinação para o mal." - (Talmud Babilônico)
"Feliz é aquele que explica que A CAUSA É O ASSASSINATO DO MESSIAS BEN YOSSEF, uma vez que está bem de acordo com o versículo bíblico: "e eles olharão para Mim, por causa dAquele a quem eles transpassaram, e chorarão em luto por ele, como quem chora por um filho único." Mas de acordo com aquele que explica que a causa é o assassinato do inclinação para o mal, esta é uma ocasião para se lamentar? Não é ao invés disso uma ocasião de alegria? Por que então eles choram?" - (Talmud Babilônico)
Os comentários de outros estudiosos judeus sobre Zacarias 12 são semelhantes ao do Talmud Babilônico.
"Todas as nações devem olhar para Mim para ver o que vou fazer com aqueles que transpassaram o Messias Ben Yossef". - Ibn Ezra, do século 12.
Moshe Alshekh, século 16 diz: "Eu vou fazer ainda uma terceira coisa, e isto é, que "eles deverão olhar para Mim," pois eles levantarão seus olhos a Mim em arrependimento perfeito, quando eles vêem aquele a quem traspassaram, isto é, O MESSIAS, o filho de José; porque os nossos rabinos, de abençoada memória, disseram que ELE VAI TOMAR SOBRE SI TODA A CULPA DE ISRAEL, E DEVE, ENTÃO, SER MORTO NA GUERRA, PARA FAZER UMA EXPIAÇÃO, DE TAL MODO, QUE ISTO SEJA CONSIDERADO COMO SE ISRAEL O TIVESSE TRANSPASSADO, PORQUE FOI POR CAUSA DO PECADO DELES QUE ELE MORREU, E PORTANTO, A FIM DE QUE ISTO POSSA SER RECONHECIDO PARA ELES COMO UMA EXPIAÇÃO PERFEITA, ELES VÃO SE ARREPENDER, E OLHARÃO PARA O ÚNICO BENDITO (o Eterno), DIZENDO QUE NÃO HÁ NINGUÉM ALÉM DELE QUE POSSA PERDOAR AQUELES QUE PRANTEIAM POR CONTA DAQUELE QUE MORREU PELOS SEUS PECADOS: este é o significado de "Eles olharão para Mim. "
As palavras: "A terra se lamentará", são encontradas na profecia de Zacarias, e ele profetiza sobre o futuro, que eles deverão se lamentar por conta do Messias, o filho de José, que será morto..."
HÁ AINDA UMA ESPERANÇA, POIS O MESSIAS YESHUA VOLTARÁ PARA O SEU POVO JUDEU!!
O motivo pelo qual tantas calamidades se abateram sobre o povo de Israel foi principalmente porque não reconheceram ao Messias Yeshua, o qual o Eterno tinha enviado para resgatar Seu povo, e por causa disso, Yeshua profetizou, com suas próprias palavras o que aconteceria ao povo judeu, por terem rejeitado a ele, o Messias:
“Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! Quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha os seus pintos debaixo das asas, e não quiseste? Eis que a vossa casa se vos deixará deserta. E em verdade vos digo que não me vereis até que venha o tempo em que digais: Bendito aquele que vem em nome do Eterno.” (Lucas 13:34,35)
Sobre isso, também estava profetizado nas palavras do Profeta Oséias:
"Eu IREI EMBORA E VOLTAREI AO MEU LUGAR até que eles reconheçam sua culpa e busquem Minha face; Na sua aflição eles Me buscarão. Venha, voltemos ao Senhor. Porque Ele nos rasgou, mas nos curará; Ele feriu-nos, mas Ele nos tratará. Ele nos reanimará depois de dois dias; Ele nos ressuscitará no terceiro dia para que vivamos diante dele ".
Oséias 5: 15-6: 2 NASB
Com as calamidades que se abateram sobre o povo judeu, o Eterno fez as duas coisas numa só... em parte responsabilizou os culpados pela morte de seu Messias, cumprindo neles o que eles mesmo pediram no dia da crucificação de Yeshua:
""Vendo Pilatos que nada conseguia, e que ao contrário o tumulto aumentava, mandando vir água, lavou as mãos diante da multidão e declarou: Sou inocente deste sangue, isso é lá convosco. Todo o povo disse: O SANGUE DELE CAIA SOBRE NÓS E SOBRE NOSSOS FILHOS." (Mateus 27:24-25)
E em parte permitiu que esse sacrifício todo não fosse em vão, pois foi graças a isto que hoje o Estado de Israel pôde surgir, pois onde há derramamento de sangue inocente, há um aval dos céus para se restabelecer a justiça e a paz justamente sobre quem foi ferido, e ser uma benção para incontáveis nações!!
Porém, apenas um sacrifício de um Messias que viesse de cima, poderia iniciar a verdadeira Gueulá, a redenção que iniciaria pela Terra e que culminaria com a chegada do Reino dos Céus na terra, trazendo a restauração de todo o Universo... mas o sacrifício humano, com a morte de milhões de judeus, deu aval para as questões humanas, deu aval para que Israel voltasse para as mãos de seu povo e de lá nunca mais fosse tirado....
COMENTÁRIO RABINICO ANTIGO SOBRE A VINDA, DESAPARECIMENTO E VOLTA DO MESSIAS:
"Quando o rei Salomão fala de seu 'amado', ele geralmente significa Israel a nação. Num exemplo, ele compara o seu amado com um ovo, e nele se refere a uma característica que marca tanto Moisés quanto o Messias, os dois redentores de Israel. Assim como um ovo chega ao alcance da visão do homem apenas para desaparecer de vista e então aparecer de novo, assim também é com esses redentores. Moisés apareceu aos israelitas, depois desapareceu e, finalmente, apareceu mais uma vez, e a mesma peculiaridade que temos em relação com o Messias; ELE APARECERÁ, DESAPARECERÁ, E APARECERÁ NOVAMENTE - Numeros Rabba II.
O décimo quarto versículo no segundo capítulo de Rute é assim explicado. 'Venha para aqui' é a predição do reino do Messias. "Mergulhe o bocado no vinagre", prediz A AGONIA ATRAVÉS DA QUAL O MESSIAS PASSARÁ, como está escrito em Isaías (cap 53), "Ele foi ferido por nossos pecados, Ele foi ferido por nossas transgressões." E ela Estabeleceu-se ao lado dos segadores prediz a PARTIDA TEMPORÁRIA DO REINO DO MESSIAS. 'E ele alcançou seu milho ressequido' significa A RESTAURAÇÃO DO SEU REINO " * Midrash Ruth Rabba.
Assim sendo, o “terceiro dia” é a chegada do terceiro milênio, o ápice da era messiânica que os rabinos dizem que deveria durar por dois mil anos! A redenção do povo judeu está às portas!! EXATAMENTE É O TEMPO!! ESTAMOS EXATAMENTE AGORA ENTRANDO NO TERCEIRO MILÊNIO! O POVO JUDEU SERÁ FINALMENTE LIBERTO DESDE QUE RECONHEÇAM QUEM ERA AQUELE MESSIAS QUE O ETERNO ENVIOU HÁ DOIS MIL ANOS ATRÁS!! ATÉ QUE DIGAM: BENDITO É AQUELE QUE VEM EM NOME DE HASHEM!! E ESTE É YESHUA HAMASHIACH!! E O POVO JUDEU OLHARÁ FINALMENTE PARA ELE, A QUEM TRANSPASSARAM E CHORARÁ POR ELE COMO QUEM CHORA PELA MORTE DE SEU FILHO PRIMOGÊNITO! MAS AO FIM, ALCANÇARÃO A MISERICÓRDIA E VIVERÃO PARA SEMPRE NO AMOR DO ETERNO, SEU PAI!

Nenhum comentário: