"Do tronco de Jessé sairá um rebento, e das suas raízes, um renovo" – Isaías 11.1 Obs: Comunidade localizada em São Paulo capital.

quarta-feira, 26 de junho de 2019

O MESSIAS VEM DA SEMENTE DA MULHER Gênesis 3:15 É TOMADA COMO MESSIÂNICA POR ESTAS AUTORIDADES RABÍNICAS:


Vejamos o que diz Genesis 3:15 – “Porei inimizade entre você e a mulher, entre a sua descendência e o descendente dela; este lhe ferirá a cabeça, e você lhe ferirá o calcanhar".
Rabi David Kimchi:Assim como Tu vieste para salvação do teu povo, pela mão dO MESSIAS, o Filho de David, que deve ferir Satanás, o chefe, o rei e príncipe da casa do perverso. [1]

Midrash Rabbah ( 23):
Rabi Tanchuma disse em nome do rabino Samuel, Eva tem a ver com essa semente que VEM DE OUTRO LUGAR. E quem é esse? Este é o MESSIAS, o Rei. [ 2]
O Dr. Alfred Edersheim em seu trabalho clássico, The Life and Times of Jesus the Messiah (apêndice 9), menciona opiniões rabínicas adicionais que sustentam a compreensão de que Gênesis 3: 15 se refere AO MESSIAS.
Esta passagem bem conhecida é parafraseada, com referência expressa AO MESSIAS, no Targum Pseudo-Jonathan e no chamado Targum de Jerusalém. Schottgen conjectura que a designação talmúdica de "CALCANHAR DO MESSIAS" se refere à vinda do Messias na descrição dos problemas daqueles dias pode ter sido escolhida, em parte, tendo em vista a esta passagem de Genesis 3:15. [ 3]
A observação do Dr. Edersheim é confirmada por Franz Delitzsch em seu trabalho, Profecias Messiânicas em Sucessão Histórica, com a adição de uma ligação messiânica a um dos midrashim.
O Targum Palestino testifica que em Genesis 3:15 é prometida uma cura para a mordida no calcanhar feita pela serpente, que deve ocorrer "no final dos dias, nos dias do Rei MESSIAS". No Midrash Palestino para Gênesis ( Bereshith Rabba xii) lemos: "As coisas que Deus criou perfeitas se tornaram corruptas desde que o homem pecou e não retornam à sua condição adequada até que venha o filho de Pérez (isto é, o Messias da tribo de Judá, de acordo com Genesis 38:29, e Ruth 4:18)."[ 4]
Links complementares que confirmam essa profecia como messiânica, são revelados por Joseph Samuel CF Frey em seu trabalho de dois volumes, Joseph e Benjamin:
“Nossos antigos rabinos, como com uma só voz, declararam que, PELA SEMENTE DA MULHER, que deveria pisar a cabeça da serpente, se entende O MESSIAS. Você sabe tão bem quanto eu, o ditado comum deles (nossos rabinos): "que antes que a serpente tivesse ferido nossos primeiros pais, Deus preparou um remédio para a sua cura; e assim que o pecado fez sua entrada em nosso mundo, o MESSIAS fez sua aparição. "Daí ambos os Targums , tanto o de Onkelos quanto o de Jonathan, dizem "que a voz que nossos primeiros pais ouviram ao caminhar no jardim, foi o MEMRA YHWH, ou seja, a Palavra do Senhor, ou O MESSIAS, que sempre se quer dizer com esta expressão; ... no Targum de Jônatas e na de Jerusalém, diz-se: "A SEMENTE DA MULHER esmagará a cabeça da serpente e eles deverão obter cura, ou um remédio para o calcanhar (para a dor produzida pela Serpente), nos dias do MESSIAS, o Rei . "[ 5]
É auto-evidente por essas referências que nossa compreensão de Gênesis 3: 15 como uma profecia SOBRE O MESSIAS se enquadra no padrão de referência judaico. Não é uma posição inventada por alguma intenção missionária não-judaica para enganar judeus crédulos para abandonar seu povo e sua religião. O IMPACTO MESSIÂNICO DESTA PROFECIA É CLARAMENTE VISTA PELOS RABINOS COMO AUTÊNTICA.
No entanto, há mais significados escondidos em Gênesis 3: 15. A compreensão de Eva sobre Gênesis 3: 15 é revelada em suas observações encontradas em Gênesis 4:1 sobre o nascimento de seu primeiro filho. Na maioria das Bíblias está assim:
“Adão teve relações com Eva, sua mulher, e ela engravidou e deu à luz Caim. Disse ela: "(Com o auxílio de) Deus eu gerei um homem". (Gênesis 4:1)
Porém, no hebraico, Gênesis 4: 1 lê (literalmente) assim: "Eu gerei um homem, ET (Aleph Tav) YHWH". A maioria das versões não traduz o Gênesis 4: 1 dessa maneira.
Os problemas da tradução se referem a pequena palavra hebraica "ET". Essa pequena palavra pode ser uma partícula acusativa que indique o objeto direto definitivo ou pode ser uma preposição. As preposições são colocadas antes de certas palavras para formar uma frase que indica um relacionamento como, por exemplo: EM, POR, etc. A maioria dos tradutores avalia a palavra como preposição e, portanto, traduz o verso ", e ela disse: "eu gerei um homem com a ajuda de (ET) o Senhor ". [6] Esta decisão de tradução, ou traduções semelhantes, são encontradas na Nova Bíblia Padrão Americana (NASB), New Living Translation (NLT), Nova Versão Internacional (NIV), Revisada Versão Padrão (RSV), Versão Padrão Inglesa (ESV), King James Version (KJV), versão padrão americana (ASV), versão New King James (NKJV) e Tanakh .
Duas paráfrases aramaicas de Gênesis 3: 15 também tomam essa mesma decisão.
Targum Palestine (para Gênesis 4: 1) :
“E Adam conheceu Eva, sua esposa, e ela concebeu, e deu à luz a Caim, e disse: "Eu adquiri o homem diante do Senhor".
Targum Onkelos (para Gênesis 4: 1) :
“E Adam conheceu Eva, sua esposa, e ela concebeu, e deu à luz a Caim, e disse: "Eu adquiri o homem diante do Senhor".
Apesar da decisão de tradução dessas traduções padrão e dois Targumims , acreditamos que avaliar "ET" como uma partícula ACUSATIVA (que indica a pessoa citada após ela) é a outra opção. Por que essa posição minoritária seria uma opção? Há uma série de razões:
Contexto
O primeiro motivo é encontrado no contexto em que a palavra é encontrada. A partícula acusativa é usada cinco vezes nos versículos um e dois do Capítulo 4. Não é visto na tradução em inglês porque sua função é identificar o objeto direto da sentença. Não é uma palavra traduzível. Uma interpretação literal dos versos 1 e 2 em inglês permitirá ao leitor não-hebraico entender o contexto.
“Agora, Adam conheceu (ET) Eva, sua esposa, e ela concebeu e deu à luz a (ET) Caim, e ela disse: "Eu gerei um filho homem (ET) YHWH".
Mais uma vez, ela deu à luz seu (ET) irmão (ET) Abel. E Abel era um criador de rebanhos, mas Caim era um agricultor.

GENESIS 3: SUPORTE E CONSIDERAÇÕES RABÍNICAS:
Quando olhamos para o contexto, vemos que o nome de YHWH cai no meio de construções consistentes. Os quatro nomes próprios Eva, Caim, YHWH e Abel junto com o substantivo comum irmão são todos precedidos por ET. Em quatro das construções, e é devidamente processado como uma partícula que indica o objeto direto do verbo. Somente no caso do substantivo próprio, YHWH, os tradutores escolheram representar o ET como preposição. A consistência na tradução ditaria um uso consistente da palavra ET.
Assim, numa tradução surpreendente a palavra ET se for usada como uma partícula acusativa produziria uma tradução do verso assim: "Eu gerei um homem – o YHWH", a princípio essa tradução não violaria o padrão do contexto.
Há porém um outro segredo escondido neste versículo que faz as coisas ganharem um entendimento mais lógico imediatamente, ao se somar a estas interpretações, o nível mais profundo de SOD, uma revelação oculta no verso, então descobrimos que o ET (ALEPH -TAV) é também um código para O MESSIAS, O PRINCÍPIO E O FIM, aquele que veio da parte do Eterno, o molde de todas as coisas através de quem o Eterno criou o Universo. Assim, quando se escreve ET YHWH, ao se ler literalmente (Peshat) seria apenas uma indicação de que o texto falaria do Eterno (ET YHWH), mas isso traria dificuldades óbvias, visto que o Eterno não habita no mundo, e no Tanach também diz que o Eterno não é homem.... Então, como compreendemos o que isso quer dizer?
A resposta vem quando compreendemos o sentido mais profundo codificado em SOD, do ET ser o ALEPH – TAV, o MESSIAS QUE O ETERNO ENVIOU, O MENSAGEIRO DO ETERNO, (assim como o Eterno usou seu mensageiro, “seu ANGELLÓS (ANJO)” para falar na sarça ardente com Moisés, da mesma forma o ESPÍRITO DO ETERNO SERIA DERRAMADO (UNGIDO, MASHIACH, EM HEBRAICO) SOBRE UM HOMEM, E ELE SERIA COMPLETAMENTE PLENO DELE, DE TAL FORMA QUE QUANDO ELE HOMEM FALASSE OU AGISSE, SERIA COMO O PRÓPRIO ETERNO FALANDO E AGINDO NO MUNDO FÍSICO!! O versículo que confirma isso está em Isaías 61:1, veja:
“O espírito de YHWH DEUS está sobre mim; porque o YHWH ME UNGIU, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos;” (Isaías 61:1)
Com isso, temos agora o entendimento pleno do que aconteceu, e completamos o sentido da profecia messiânica em Genesis 3:15, que previa que o Messias era aquela semente da mulher que viria, e temos mais uma confirmação de que da semente de Eva, viria alguém que não seria um mero homem, mas alguém vindo direto da parte do Eterno, O MESSIAS!! É POR ISSO QUE OS RABINOS JÁ SABIAM QUE A ZERAH (SEMENTE) DA MULHER VIRIA DE OUTRO LUGAR!!!

CONCORDÂNCIA RABÍNICA COM ESTE PONTO DE VISTA:
Outro suporte para esta posição é encontrado nos Targumim , Targum Jonathan. O Targum Jonathan sobre Genesis 4: 1 lê:
“E Adão conheceu sua esposa que desejava o Anjo, e ela concebeu e deu à luz a Caim, e disse: "Obtive o HOMEM, o ANJO (MENSAGEIRO) DE YHWH.”[ 8]
Nesta tradução, o tradutor tornou o nome próprio YHWH com a frase substituta " o ANJO (MENSAGEIRO) DE YHWH". Além disso, não é utilizada nenhuma preposição, como "com a ajuda de". ET é traduzido como uma partícula acusativa que indica que o objeto direto do verbo é "O Anjo de YHWH".
Além disso, a visão de apoio é encontrada no Comentário da Bíblia do Expositor.
A evidência das versões (LXX, dia tou theou ; Vul., Por deum ) sugere que o senso acusativo de "Eu trouxe um homem, o YHWH", não era aceitável para os primeiros tradutores, e eles evitavam esse sentido por meio de uma tradução livre. A tradução moderna "com a ajuda do Senhor" (NIV) ... não é atestada em outras partes da Escritura. [ 9]
O comentário que a avaliação ET como um indicador de objeto direto não era aceitável para os primeiros tradutores é fundamentado por comentários rabínicos em Bereshith Rabbah xxii. 2.
COM A AJUDA DE (ELE) O SENHOR. R. Ishmael perguntou a R. Akiba : "Desde que você serviu Nahum de Gimzo há vinte e dois anos [e ele ensinou]. Cada ak e rak é uma limitação, enquanto cada ET e GAM é uma extensão, me diga o que é o propósito do ET aqui? "Se dissesse:" Eu gerei um homem o YHWH", ele respondeu:" teria sido difícil [interpretar]; Portanto, é necessário que a tradução de ET seja: [COM A AJUDA DE] SEJA O SENHOR. '[ 10]
Dr. David L. Cooper resume a questão:
“O significado desse exercício reside no fato de que Eva pensou que ela deu à luz um libertador sobrenatural, um Messias que viria da parte de Deus. Esta visão é o fato significativo que está oculto e escondido no fundo de Gênesis 3: 15. Em Gênesis 3: 15, Deus prometeu que um libertador sobrenatural irá devastar Satanás. Eva entendeu a predição precisamente nesses termos. Seu erro era pensar que seu filho, Caim, era aquele salvador sobrenatural.”
O PESIKTA RABBATI, UM TRATADO JUDAICO, DO SÉC VIII TAMBÉM CONCORDA QUE O MESSIAS VIRIA PARA DESTRUIR SATANÁS, A SERPENTE:
PESIKTA RABBATI:
36-37 - "E quando o viu, SATANÁS FICOU TREMENDO, e caiu sobre o seu rosto e disse: "CERTAMENTE ESTE É O MESSIAS QUE VAI FAZER COM QUE EU E TODOS OS ANJOS DAS NAÇÕES SEJAMOS ENGOLIDOS NO INFERNO (Gehinam)", pois é dito: "ele vai engolir a morte para sempre, e o Senhor D'us limpará as lágrimas de todos os rostos (Is 25,8 ). Nessa hora os anjos das nações, em agitação, irão dizer-lhe: Mestre do Universo, quem é esse através de cujo poder estamos a ser engolidos? Qual é o nome dele? Que tipo de ser é ele? O Santo, bendito seja Ele, responderá: ELE É O MESSIAS, E SEU NOME É MESSIAS EFRAIM, O MEU JUSTO".
BIBLIOGRAFIA:
^ "Como reconhecer o Messias", Good News Society, p. 5
^ Ibid.
^ Edersheim , A. A Vida e os Tempos de Jesus, o Messias (ed. Eletrônica), p.689
^ Delitzsch , Franz., Profecias messiânicas em sucessão histórica (Eugene, Wipf e Stock Publishers, 1997), p. 39
^ Frey, Joseph Samuel, CF, Joseph e Benjamin, (Jerusalém: Keren Ahvah Meshihit , 2002), p. 154-155
^ A Nova Bíblia Padrão Americana (La Habra, Califórnia: The Lockman Foundation, 1977).
^ Biblia Hebraica Stuttgartensia , (Deutsche Bibelgessellschaft Stuttgart) 1990.
^ "Como reconhecer o Messias", p. 5
^ Gaebelein , FE Gen. Ed. Comentário da Bíblia do Expositor, (Grand Rapids, MI: Zondervan Publishing House, 1981), p. 63
^ Colecção Soncino Classics: O Soncino Midrash Rabbah , (Chicago: Davka Corp.)
^ McDowell, Josh., Evidência que Exige um Veredicto, (San Bernardino, CA: Here's Life Publishers, 1972), p. 145

Nenhum comentário: