Obs: Comunidade localizada em São Paulo capital,zona sul.

(Próximo de Interlagos)

sábado, 5 de dezembro de 2020

BEIT-LECHEM: A CASA DO PÃO.

 BEIT-LECHEM: A CASA DO PÃO

por Ben Burton
כִּי לֹא עַל־הַלֶּחֶם לְבַדֹּו יִחְיֶה הָֽאָדָם כִּי עַל־כָּל־מֹוצָא פִי־יְהוָה יִחְיֶה הָאָדָם
“… O homem não vive só de pão, mas o homem vive de tudo o que sai da boca de HaShem.”
Deuteronômio 8: 3


É estranho que uma cidade tão pequena tenha causado um impacto tão grande. Mesmo para os padrões de hoje, Belém é pequena, com uma população de aproximadamente 25.000 pessoas. Mesmo assim, seu nome está presente em tudo, desde páginas de jornais e artigos a hinários e canções em todo o mundo. Sua história é incrivelmente rica e incrivelmente antiga. Belém é mencionada nas tabuinhas de Amarna (1300 AC), que registravam a correspondência entre o antigo Egito e os cananeus. A Matriarca Rachel está enterrada perto de Migdal Eder e, embora seu nome signifique "Casa do Pão", ela passou por uma fome que obrigou Naomi e sua família a fugir para Moabe, desencadeando uma série de eventos que levaram ao casamento da Moabita Ruth com Boaz. Este casamento conduziu à genealogia mais importante da história da humanidade, a genealogia de Davi e consequentemente do próprio Messias Yeshua. E Belém é o local de nascimento do Rei Davi e do próprio Rei Messias,
“Ora, quando Yeshua nasceu em Belém da Judéia, nos dias do rei Herodes, eis que homens sábios do oriente vieram a Jerusalém, dizendo: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? Pois vimos a sua estrela no oriente e viemos reverenciá-lo. Quando o rei Herodes ouviu isso, ficou perturbado, e com ele toda a Jerusalém. Reunindo todos os principais sacerdotes e escribas do povo, ele perguntou onde o Messias nasceria. Disseram-lhe: 'Em Belém da Judéia, porque isto está escrito pelo profeta: ‘Mas tu, Belém, da terra de Judá, de modo algum és a menor entre as principais cidades de Judá; pois de ti sairá o Governante, que como pastor, conduzirá Israel, o meu povo”
Mateus 2: 1-6
YINON
O livro de Mateus está citando o Profeta Miquéias que diz:
וְאַתָּה בֵּֽית־לֶחֶם אֶפְרָתָה צָעִיר לִֽהְיֹות בְּאַלְפֵי יְהוּדָה מִמְּךָ לִי יֵצֵא לִהְיֹות מֹושֵׁל בְּיִשְׂרָאֵאֵומִמָי
““No entanto tu, Bete-Lechem, Belém, Casa do Pão; Ephrathah, Efratá, Frutífera, embora pequena demais para figurar entre os milhares de Judá, sairá de ti para mim aquele que será o governante sobre todo Israel, cujas origens são desde os dias da eternidade!”
Miquéias 5: 2
A frase "desde os dias da eternidade" refere-se aos Seis Dias da Criação. O Talmud diz,
“Sete coisas foram criadas antes de o mundo ser criado, e estas são elas: A Torá, o arrependimento, o Jardim do Éden, o Gehinam, o Trono da Glória, o Templo e o nome do Messias. A Torá, pois está escrito: "O Senhor me fez [a Torá] como o início de seu caminho." O Arrependimento, pois está escrito: “Antes que os montes surgissem”, e está escrito: “Levais o homem à contrição e dizeis: Arrependei-vos, filhos dos homens”. O Jardim do Éden, como está escrito, ‘E o Senhor plantou um jardim no Éden desde os tempos antigos (mi’Kedem).” A Gehenna, pois está escrito: "Pois Tophet [Gehenna] é ordenada há muito tempo." O Trono de Glória e o Templo, pois está escrito: "Trono de glória, no alto desde o princípio, lugar de nosso santuário." O nome do Messias, como está escrito, "Seu nome [o Messias] durará para sempre e existiu antes do sol!"
Pesachim 54a, Soncino Press Edition
Rashi, R ’Shlomo Yitzhaki (1040 d.C. - 1105 d.C.), comentando sobre Miquéias 5, declara,
“E sua origem é desde os dias da eternidade:“ Antes do sol, seu nome é Yinnon ”(Sl 72:17).
Rashi em Micah 5, citado em Chabad.org
O nome ‘Yinon’ é escrito com as letras yud-nun-vav-nun. O Maharsha, R ’Shmuel Eidels (1555 d.C. - 1631 d.C.), comenta que essas letras são uma alusão ao nome de yud-kei-vav-kei, como Jeremias 23 afirma que o nome de Mashiach é HaShem Tzidkeinu,
“E virá uma época”, declara Yahweh, “em que levantarei da linhagem de Davi um Renovo Justo, um rei que reinará com sabedoria e fará o que é justo e correto na terra. Em seus dias Judá será salva, Israel viverá em segurança, e este é o Nome pelo qual será conhecido: ‘Yahweh-Tsidkenu, o SENHOR é a Nossa Justiça’.”
Jeremias 23: 5-6
A seção do Talmud chamada de comentários de "o barco",
“R. Samuel b. Nahmani disse em nome de R. Johanan: Três eram chamados pelo nome do Santo; bendito seja Ele, e eles são os seguintes: Os justos, o Messias e Jerusalém. [Isso pode ser inferido com relação] aos justos [pelo] que acabou de ser dito. [No que se refere] ao Messias está escrito: E este é o nome pelo qual será chamado: O Senhor é a nossa justiça. [Quanto a] Jerusalém está escrito: Haverá dezoito mil canas ao redor; e o nome da cidade a partir desse dia será 'o Senhor está lá' (Adonai Shamah). Não leia 'lá' (Shamah), mas 'seu nome' (Shemoh). ”
Bava Batra 75b, Soncino Press Edition
MENACHEM
Lamentações diz,
“Por estas coisas eu choro; meu olho, meu olho escorre com água; Porque o Consolador que deveria refrescar minha alma está longe de mim: Meus filhos estão desolados, porque o inimigo prevaleceu ”.
Lamentações 1:16
Comentando esta passagem, o Midrash identifica o nome do Messias como Menachem, o Consolador, e fala de seu nascimento em Belém,
“PORQUE O CONSOLADOR ESTÁ LONGE DE MIM, MESMO AQUELE QUE DEVERIA REFRESCAR MINHA ALMA. Qual é o nome do Rei Messias? R. Abba b. Kahana disse: Seu nome é ‘o Senhor’; como se afirma: “E este é o nome pelo qual será chamado: O Senhor é a nossa justiça (Jr 23: 6).” Pois R. Levi disse: É bom para uma província quando seu nome é idêntico ao de seu rei, e o nome de seu rei idêntico ao de seu Deus. 'É bom para uma província quando seu nome é idêntico ao de seu rei', como está escrito, 'E o nome da cidade a partir desse dia será o Senhor está lá' (Ezequiel 48:35). E o nome de seu rei idêntico ao de seu Deus, como é afirmado, ‘E este é o nome pelo qual ele será chamado, O Senhor é nossa justiça.’ R. Josué b. Levi disse: Seu nome é ‘Renovo’; como está declarado: “Eis um homem cujo nome é Renovo, e que saltará do seu lugar e edificará o templo do Senhor (Zc 4:12)”. R. Judan disse em nome de R. Aibu: Seu nome é ‘Consolador’; como está dito, "O CONSOLADOR ESTÁ LONGE DE MIM." R. Hanina disse: Eles realmente não diferem, porque o valor numérico dos nomes é o mesmo, de modo que 'Consolador' (Menachem) é idêntico a Renovo (Tzemach). O que se segue apóia a afirmação de R. Aibu: “Aconteceu que um homem estava arando, quando um de seus bois começou a morder. Um árabe passou e perguntou: "O que é você?" Ele respondeu: "Eu sou um judeu." Ele disse a ele: “Desamarre seu boi e desamarre seu arado '[como uma marca de luto].' Por quê? ' ele perguntou. ‘Porque o Templo dos Judeus foi destruído.” Ele perguntou: "De onde você sabe disso?" Ele respondeu: "Eu sei disso pelo mugido do seu boi". Enquanto ele estava conversando com ele, o boi mugiu novamente. O árabe disse-lhe: "Arre o teu boi e amarre o teu arado, porque nasceu o libertador dos judeus." "Qual é o nome dele?" ele perguntou, e ele respondeu: “Seu nome é (Menachem)“ Consolador ”. _ Qual é o nome do pai dele? Ele respondeu: 'Ezequias'. Onde eles moram? 'Ele respondeu: "Em Birath Arba, em Belém de Judá."
Lamentations Rabbah 1:51, Soncino Press Edition
O Talmud de Jerusalém, em Berachot 25b, ecoa essa tradição de perto, mas diz:
מן בירת מלכה דבית לחם יהודה
“De Biryat Malka em Beit-Lechem de Yehudah”
Talmud Yerushalmi, Berachot 25b
KEDEM
““No entanto tu, Bete-Lechem, Belém, Casa do Pão; Ephrathah, Efratá, Frutífera, embora pequena demais para figurar entre os milhares de Judá, sairá de ti para mim aquele que será o governante sobre todo Israel, cujas origens são desde os dias da eternidade (mi’Kedem)!”
Miquéias 5: 2
O profeta Miquéias nos diz que o Messias é de ‘mi’Kedem’ (desde a antiguidade ou do Oriente). O termo mi’Kedem indica a localização do Jardim do Éden,
“HaShem Elokim formou o homem do pó da terra e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem se tornou uma alma vivente. HaShem Elokim plantou um jardim a leste (mi’Kedem), no Éden, e lá ele colocou o homem que ele havia formado. "
Gênesis 2: 7-8
Mashiach está vindo do Jardim do Éden para Belém. R ’Yosef Gikatilla (1248 d.C - 1305 d.C) conecta esses dois versos em Sharei Orah, revelando um profundo entendimento da palavra Kedem,
“... a esfera KeTeR, que é chamada de EHYE, precedeu tudo, e todas as esferas estavam contidas nela antes que o mundo fosse criado, e quando ascendeu em pensamento para criar o mundo, os mistérios das esferas foram revelados a partir da dimensão oculta de KeTeR, portanto foi chamado de KeDeM, que precede tudo, pois é a Esfera da qual todos os mistérios das outras Esferas são revelados. Deixe-me explicar.
E YHVH ELoHIM plantou um jardim de KeDeM.
(Gênesis 2: 8)
A essência do que foi plantado no jardim foi planejada na EDeN e plantada no jardim. Isso significa que: As plantações são plantadas no jardim e o jardim é plantado em EDeN, que é a essência da verdadeira e completa unidade. De onde são reveladas as plantações, o jardim e o EDeN? Do KeDeM, do KeTeR mais alto. “E YHVH ELoHIM plantou um jardim em EDeN” - de onde ele plantou? De KeDeM. E tudo agora está explicado. Assim é sugerido:
Aquele cuja origem é de KeDeM, de antes dos dias do mundo.
(Miquéias 5: 1)
Suas origens são certamente de KeDeM, pois é de KeDeM que a emanação do pensamento e a essência da revelação das esferas surgiram. ”
Sha’are Orah, Gates of Light, R ’Yosef Gikatilla, traduzido por Avi Weinstein, HarperCollins Publishers, pág. 362
R ’Chaim Kramer do Breslov Research Institute explica,
“… Keter (Arikh Anpin), é o Partzuf mais elevado. Mas, escreve o ARI, Keter na verdade tem dois níveis, um nível inferior correspondente a Arikh Anpin e um nível superior, o intelecto de Arikh Anpin, que corresponde a Atik. . . A conexão entre Mashiach e Atik é aprendida com a visão de Daniel: "Um homem veio e ele se aproximou [do nível] do Ancião dos Dias ... ”Rashi explica que isso se refere a Mashiach, que ministrará justiça para o mundo inteiro. . . Atik inclui todo o tempo e espaço - mas transcende tudo. A alma de Mashiach “reside” em Atik, e é a partir desse nível que todos os seus poderes serão extraídos. E, uma vez que ele transcende o tempo e o espaço, Mashiach pode transcender cada transgressão já cometida e retificá-la - pois, uma vez que ele pode transcender tudo o que já foi feito, ele pode levar cada pessoa a um estado anterior ao seu pecado. . . Com o poder inerente a este nível elevado, Mashiach será capaz de levar o mundo a um estado de perfeição. ”
Mashiach, Quem, O quê, Por que, Como, Onde, Quando, por Chaim Kramer, Breslov Research Institute, pg. 209
Pesikta Rabbati diz,
"Você descobre que, bem no início da criação do mundo, o rei Messias já existia, pois ele existia no pensamento de Deus mesmo antes de o mundo ser criado ... Onde está a prova de que o Rei Messias existiu desde o início da criação do mundo por Deus? A prova está no versículo, ‘E o espírito de Deus se moveu, palavras que identificam o rei Messias, de quem se diz:“ E o espírito do Senhor repousará sobre ele ”(Is 11: 2).
Pesikta Rabbati 33.6, Yale University Press, traduzido por William Braude, pg. 641-642
Yeshua disse na noite antes de retornar ao Jardim,
"Agora, Pai, glorifique-me com o seu próprio Eu, com a glória que eu tinha com você antes que o mundo existisse."
João 17: 5
PÃO DO CÉU
Quando alguém está prestes a comer uma refeição que inclui pão, a bênção tradicional é dita,
בָּרוּךְ אַתָּה יי אֱלֹהֵינוּ מֶֽלֶךְ הָעוֹלָם, הַמּוֹצִיא לֶחֶם מִן הָאָרֶץ
“Barukh atah HaShem, Elokeinu Melech HaOlam, ha-motzi lechem min ha-aretz.”
"Bendito és tu, ó HaShem nosso D'us, Rei do Universo, que traz o pão da terra."
Provérbios diz,
“Venha, coma um pouco do meu pão, beba um pouco do vinho que eu preparei!”
Provérbios 9: 5
O Midrash Rabbah identifica o pão,
"Pão" refere-se à Torá, como diz: 'Venha, coma do meu pão (Prov. 9: 5) "
Midrash Rabbah 70: 5, Soncino Press Edition
Antes de o sol ser criado, mesmo antes dos Seis Dias da Criação, o Messias existia. Ele veio do Jardim para Belém. Ele foi trazido da terra, ressuscitado, em um jardim (João 19:41). É ele quem nos revela este segredo,
אָנֹכִי הוּא לֶחֶם הַחַיִּים
"Eu sou o pão da vida. Seus pais comeram o maná no deserto e morreram. Este é o pão que desce do céu, para que qualquer um que dele coma, não morra. Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Se alguém comer deste pão, viverá para sempre.”
João 6: 48-51

Nenhum comentário: